Notícias > Meu Ambiente
SESI doa 350 mil mudas para recuperação da Bacia do Pipiripau
bacia do pipiripau  (28)

Mais de 75 mil mudas de plantas nativas do Cerrado já foram plantadas.

O Conselho Nacional do SESI é um dos parceiros do Programa Produtor de Água no Distrito Federal. A iniciativa está estimulando produtores rurais de Planaltina a protegerem as nascentes da Bacia do Rio Pipiripau, que abastece mais de 180 mil moradores. Um convênio assinado com a ONG Rede de Sementes vai garantir a produção de 350 mil mudas, que serão utilizadas no reflorestamento das nascentes da bacia. No total, 75 mil mudas de plantas nativas do Cerrado já foram plantadas.

A doação faz parte do projeto Meu Ambiente, iniciativa do Conselho Nacional do SESI com foco em ações de sustentabilidade no ambiente institucional e junto à sociedade. O presidente da entidade, Jair Meneguelli, reforça a importância da participação da indústria na preservação dos recursos naturais. “Estamos falando de um produto que é o ouro do futuro, a água. Então, vamos entrar firme nesta ação, patrocinando a compra de sementes, plantio e qualificação de pessoas nessa área”, afirmou.

Com o apoio da Secretaria de Agricultura, as mudas serão plantadas nem áreas de mananciais do Ribeirão do Pipiripau no prazo previsto de dois anos. A ONG Rede de Sementes, responsável pela produção, faz parte do Comitê da Bacia Hidrográfica do Lago Paranoá, que busca promover o gerenciamento participativo dos recursos hídricos.

Por meio do projeto Produtor de Água no Pipiripau, os produtores rurais serão capacitados para adotar melhores práticas de conservação e recuperação do solo e dos mananciais de sua propriedade. Para isso, eles serão estimulados e receberão uma remuneração por meio do mecanismo de PSA (Pagamento por Serviços Ambientais). 

Produtor de Água 

A Bacia do Pipiripau ocupa uma área de 23.527 hectares, onde se concentram diversas atividades econômicas – produção de frutas, grãos, carnes, proteção ambiental e captação de água para abastecimento dos habitantes das cidades de Planaltina e Sobradinho. A atividade agropecuária ocupa aproximadamente 71% da área.

O Projeto Produtor de Água no Pipiripau é concebido pelo Programa Produtor de Água, da ANA (Agência Nacional de Águas). Ao longo de dez anos, o projeto deverá investir R$ 40 milhões em ações de recuperação ambiental na bacia pelo mecanismo de PSA e incentivos para adoção de práticas de conservação do solo, de nascentes da vegetação nativa e de restauração ou conservação de Áreas de Preservação Permanente (APP). Essas ações buscam, sobretudo, favorecer a infiltração de água e a consequente recarga do lençol freático.

Atualmente, 50 produtores estão inscritos voluntariamente no projeto. Entre eles, 32 já adotam melhores práticas.

Na bacia do Ribeirão do Pipiripau, o Projeto Produtor de Água é uma iniciativa da ANA com mais 16 parceiros, entre instituições públicas (federais e distritais) e organizações não governamentais.