Notícias > Notícias
Desafio SENAI + Indústria: alunos apresentam soluções inovadoras

Chegou ao fim a fase Pré-Acelera do segundo ciclo do Desafio SENAI + Indústria. Quatorze projetos desenvolvidos para solucionar problemas reais do setor produtivo foram apresentados no chamado Demoday. Na ocasião, duas equipes foram selecionadas para passarem dois meses na Incubadora OITO, da Oi, e convidadas a apresentarem suas ideias no desafio de startups do evento Startup Insight & Connection (SIC), que acontece em 4 de junho, no Museu do Amanhã.

Um dos projetos escolhidos foi o BowArc, uma máquina capaz de semiautomatizar o processo de introdução do arco no viés do sutiã com bojo, utilizando um pistão pneumático. “Ganhar o reconhecimento de que nossa ideia nos dá muita confiança para continuar. Vamos trabalhar intensamente para que nosso produto seja aprimorado e chegue ao mercado”, disse Gabriel Moreira, estudante do SENAI Nova Friburgo. De acordo com ele, algumas empresas interessadas já entraram em contato com o grupo.

A segunda equipe premiada foi a que desenvolveu a máquina semiautomática DERI, que realiza a dobragem, embalagem e contagem na produção da roupa íntima, substituindo um processo manual e lento. O ganho pode chegar em 240% de produtividade. “Estamos no caminho certo de conseguir abrir nossa própria empresa e vender ou alugar nosso equipamento”, destacou Luiz Fernando, aluno do SENAI Nova Friburgo.

Carlos Junior, fundador da Sai do Papel, idealizadora do SIC e aceleradora parceira da FIRJAN, ressalta que a presença desses dois projetos com potencial de ganharem o mercado será importante no evento. “Teremos investidores e empreendedores presentes no dia, que poderão apoiar esses jovens”, ponderou.

Para Bernardo Estefan, gerente de Desenvolvimento de Alianças do OITO, passar 60 dias na incubadora ajudará os estudantes a ampliarem seu networking e conhecimentos: “O SENAI é uma rede muito qualificada e, juntos, temos que fomentar a inovação para dinamizar nosso estado”.

Inspirações

Luiz Quinderé, criador da marca Brownie do Luiz, detalhou sua trajetória aos alunos do SENAI. Em 2005, o jovem empreendedor começou a vender o doce na escola e desde então não parou mais. Hoje, conta com duas fábricas, três lojas próprias, 500 pontos de venda no Rio e e-commerce. “O sucesso da marca é decorrente de um trabalho colaborativo, voltado para a sustentabilidade e upcycling”, resumiu.

CONTEUDO_demoday-desafio-Senai-industria-brownie-luiz
“O sucesso da marca é decorrente de um trabalho colaborativo, voltado para a sustentabilidade e upcycling”, disse Luiz Quinderé, o criador da marca Brownie do Luiz

Por sua vez, Claudio Tangari, presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Nova Friburgo (Sindmetal), detalhou quais são as competências necessárias dos profissionais da Indústria 4.0 e da próxima revolução industrial.

“O modelo de negócios será totalmente diferente da indústria atual. Será uma mistura de indústria, comércio e serviços em uma única organização. Os trabalhadores não terão uma carreira linear e precisarão dominar diversas técnicas intersetoriais”, projetou.
Desafio SENAI + Indústria

O objetivo do Desafio SENAI + Indústria – Fase Pré-Acelera é capacitar estudantes para estarem aptos a validar ideia no mercado e desenvolverem um produto mínimo viável. De 166 projetos inscritos, 16 foram selecionados para participarem desta fase.

Workshops e palestras foram realizados para complementar o aprendizado dos alunos e ajudá-los a estruturar suas ideias, além de treinamento para exposição final dos produtos prototipados. Os estudantes se dedicaram por quatro meses nos espaços de coworking das unidades SENAI e dos FabLabs.

“Atuamos como protagonistas da transformação, qualificando profissionais capazes de atuar na indústria de hoje e na do futuro. Além de criar oportunidades para nossos jovens, ainda ajudamos a melhorar o ambiente de negócios do estado do Rio”, observou Alexandre dos Reis, superintendente do SESI e diretor regional do SENAI.

O Demoday aconteceu em 15 de maio, na sede da Federação.

Saiba mais sobre o Desafio SENAI + Indústria