Notícias > Notícias
Realidade Aumentada transforma ensino do SENAI
Cerca de 69 mil estudantes já fizeram o download de aplicativos de Realidade Aumentada que dão vida aos livros didáticos da instituição, facilitam e enriquecem o aprendizado. SENAI investe em tecnologias de ponta para modernizar qualificação profissional
Os estudantes de Automação Industrial, Eletroeletrônica, Segurança do Trabalho, Manutenção Automotiva e Edificações estão entre os que mais utilizam os aplicativos de Realidade Aumentada

 

 

A educação não está mais estagnada a lousas e livros didáticos. Com o uso de Realidade Aumentada (RA), estudantes podem acessar simuladores e projetar vídeos e objetos em 3D diante dos olhos. A tecnologia faz parte do cotidiano dos alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). A partir do Programa SENAI de Tecnologias Educacionais, o material didático de 17 cursos técnicos é associado a um aplicativo de RA, que otimiza a retenção de conteúdo e torna a aprendizagem mais fácil, dinâmica e interativa.

 

Desde que os apps foram lançados, em 2014, já contabilizaram 68,9 mil downloads no Google Play e na Apple Store. Os produtos fazem parte do projeto de mobile learning, que associa tecnologias de dispositivos móveis ao processo de ensino, a fim de complementar a formação profissional presencial e a distância. Os estudantes de Automação Industrial, Eletroeletrônica, Segurança do Trabalho, Manutenção Automotiva e Edificações estão entre os que mais utilizam os aplicativos. Até o fim de 2018, o SENAI lançará aplicativos para oito novas áreas, como mineração, plástico e biotecnologia.

“O aplicativo muda a forma como vemos o livro, e aprender fica mais divertido”, conta Luiz Philip Garcia, estudante do curso técnico em Segurança do Trabalho do SENAI Gama, no Distrito Federal. “É uma ferramenta bastante intuitiva que contribui para a nossa interação com os docentes e para nosso aprendizado. Com o smartphone, você focaliza uma foto e ela te redireciona para um vídeo ou para detalhes em 3D. É muito bacana”, complementa o colega de curso Pablo Viana de Oliveira.

Na Olimpíada do Conhecimento, entre 5 e 8 de julho, essa e diversas outras tecnologias empregadas pelo SESI e SENAI em sala de aula serão demonstradas na chamada Escola do Futuro. Junto do outro espaço, a Cidade Inteligente, o objetivo é conscientizar os brasileiros da importância da formação dos profissionais responsáveis pela sociedade do futuro.

Para ter acesso à Realidade Aumentada, o aluno instala o aplicativo SENAI RA de acordo com a área de conhecimento. Com a câmera do tablet ou do celular, reconhece a imagem impressa do livro didático e consegue vê-la em três dimensões, com movimento, som e interação. São mostrados simuladores, equipamentos de combate a incêndio, sistemas de geração de energia elétrica, circuitos eletroeletrônicos, instrumentos de medição e vários outros. A observação e a interação com esses elementos ocorrem de maneira intuitiva, com significativa contribuição para o estudo e a aprendizagem.

Para o gerente-executivo de Educação Profissional e Tecnológica do SENAI, Felipe Morgado, os aplicativos são recursos de apoio para o desenvolvimento de capacidades técnicas requeridas pela indústria quanto à atuação do profissional. “A realidade aumentada aproxima o conteúdo à realidade dos estudantes e permite que sistemas e processos sejam didaticamente melhor explicados. Assim, a tecnologia aumenta o engajamento e estimula a autonomia, já que é possível que o próprio aluno explore e aprenda por meio de interações”, explica.

  • Facilita a memorização do conteúdo
  • Melhora o entendimento do assunto
  • Engaja os estudantes
  • Melhora a participação do aluno em sala de aula
  • Enriquece conteúdos com elementos audiovisuais
  • Agrega conteúdo digital ao mundo real

SENAI APP – Com o projeto de mobile learning, o SENAI investiu ainda no desenvolvimento do SENAI APP, aplicativo que facilita a interação e conexão entre os educadores e alunos, além de propor desafios técnicos de aprendizagem aos estudantes. A ferramenta já foi baixada por mais de 46 mil pessoas.

A partir de um roteiro de “Desafios Móveis”, elaborados pelos docentes de cada área de formação, o aplicativo permite o desenvolvimento de conhecimento técnico dentro e fora da sala de aula. O aluno pode, por exemplo, montar um diagrama elétrico em casa, tirar uma foto e enviar ao professor para avaliação, com uma nota de áudio explicando o projeto.

 Aulas ficam mais dinâmicas com o a realidade aumentada. Foto: Divulgação/FIBRA

O professor, por sua vez, pode registrar o feedback do trabalho e reconhecer o desempenho individual com medalhas de ouro, prata ou bronze, que correspondem ao nível de absorção das capacidades técnicas curriculares relacionadas. As medalhas podem ser compartilhadas e fazer com que o aluno torne-se referência para os colegas.

Além de lançar os Desafios Móveis, o SENAI APP disponibiliza conteúdos técnicos e situações de aprendizagem criados por professores e pela instituição. A funcionalidade também é integrada ao Mundo SENAI Docente, que viabiliza e estimula a interação entre os educadores. Por meio do aplicativo, eles podem desenvolver e compartilhar seus próprios recursos didáticos, convidar outros usuários para colaborar com a criação de seus projetos, avaliar conteúdos e ter seus conteúdos avaliados. Ações que contribuem para ampliar o portfólio de materiais de apoio para a formação dos alunos SENAI.

OLIMPÍADA DO CONHECIMENTO – A OC2018 vai apresentar, em um espaço de 25 mil metros quadrados, a Cidade Inteligente e a Escola do Futuro. Nesses ambientes, o SESI e o SENAI vão mostrar inovações que prometem melhorar a qualidade de vida nos centros urbanos e revolucionar a educação.

A Olimpíada é uma forma de estimular o interesse dos jovens pela educação profissional e apontar as tendências no mundo do trabalho. Nesta edição, o evento busca conscientizar os brasileiros da importância da formação dos profissionais responsáveis pela sociedade do futuro.

SAIBA MAIS
10º edição da Olimpíada do Conhecimento
Quando: 5 a 8 de julho de 2018
Onde: Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB), próximo à ponte JK
Entrada gratuita.